Internet explorer poderá deixar de existir, diz site


Durante anos, a Microsoft bem que tentou salvar o Internet Explorer, atualmente na sua 11ª versão, mas não conseguiu. Nem mesmo remodelar sua interface quando do lançamento do Windows 8 funcionou. 

Desde que surgiram os primeiros rumores de que a empresa de Redmond estava trabalhando em um novo navegador, provisoriamente chamado de Project Spartan, a continuidade do IE ficou abalada. Agora, segundo o The Verge, que conversou com o chefe de marketing da Microsoft, Chris Capossela durante o evento Convergence, a marca Internet Explorer vai mesmo ser deixada de lado.

Ao site especializado, o executivo contou que a companhia está em busca de um nome para seu novo navegador. "Estamos pesquisando a nova marca, ou o novo nome, do navegador que estará no Windows 10", disse Capossela. "Nós continuaremos com o Internet Explorer, mas também teremos um novo navegador cujo codinome é Projeto Spartan. Nós temos que nomear essa coisa".

O Internet Explorer ainda existirá em algumas versões do Windows 10, principalmente naquelas para voltada para empresas. No entanto, o novo projeto Spartan é que será a principal maneira dos usuários de Windows 10 de acessarem a web. A Microsoft tem tentado melhorar a imagem negativa do navegador ao longo dos últimos anos, mas sem sucesso. As campanhas de marketing, algumas zombando do IE6, não melhoraram a situação, e o ex-chefe da área deixou a empresa em dezembro, sinalizando uma nova era para o browser.

Capossela deu a entender que talvez a marca Microsoft possa fazer parte do nome do novo navegador. Em uma pesquisa feita com usuários de Chrome no Reino Unido, o nome Microsoft mais alguma coisa chamou a atenção.


Ig